sábado, 7 de agosto de 2010

ARTE INDÍGENA E ELEMENTOS NATURAIS


(fotos iluistrativas)

(Do projeto Arte e Biodiversidade - Artista Plástica Walda Pessoa)

"A arte Indígena conta com uma ampla variedade de elementos naturais como madeiras, caroços, fibras, palmas, palhas, cipós, sementes, cocos, resinas, couros, ossos, dentes, conchas, garras e belíssimas plumas das mais diversas aves.
Considerando a grande diversidade de tribos indígenas no Brasil, pode-se dizer que, em conjunto, elas se destacam na arte da cerâmica, do trançado e de enfeites no corpo. Mas o ponto alto da arte indígena são os trançados indispensáveis ao transporte de caça, da pesca, de frutas, para a construção do arcabouço e da cobertura da casa e para a confecção de armadilhas.
As peças de cerâmica que se conservaram testemunham muitos costumes dos diferentes povos índios e uma linguagem artística que ainda nos impressiona. São assim, por exemplo, as peças da Ilha de Marajó, são divididos em dois tipos: Santarém e Marajoara. Nas peças de Santarém, apresentam tamanho pequeno, porém bem trabalhado. Já nas peças Marajoaras, apresentam tamanho grande e normalmente contém pinturas de deuses ou animais, sempre contendo cores avermelhadas. Para os índios, as máscaras têm um caráter duplo: ao mesmo tempo que são um artefato produzido por um homem comum, são a figura viva do ser sobrenatural que representam Elas são feitas com troncos de árvores, cabaças e palhas de buriti e são usadas geralmente em danças cerimoniais, como, por exemplo, na dança do Aruanã, entre os Karajá, quando representam heróis que mantêm a ordem do mundo. A pintura corporal As cores mais usadas pelos índios para pintar seus corpos são o vermelho muito vivo do urucum, o negro esverdeado da tintura do suco do jenipapo e o branco da tabatinga. A escolha dessas cores é importante, porque o gosto pela pintura corporal está associado ao esforço de transmitir ao corpo a alegria contida nas cores vivas e intensas." (Wikipédia)

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

ARGILA: Encontrada abundantemente na natureza, nas margens dos rios, nos manguezais etc., a argila é usada pelo homem por milenios. Facil de manipular, tem uma enorme elasticidade, permitindo a execução de trabalhos dos mais delicados aos mais rudes. A arte de dar forma à argila é uma experiência lúdica riquíssima.
A proposta é trabalhar com a modelagem em argila enfatizando o pensar e o fazer arte, por meio do contato com a história primitiva e indígena , permitindo o desenvolvimento pessoal do aluno. Pode-se fazer peças de diferentes formas, explorando a capacidade de planejar, criar e concretizar.
Deixe secar por alguns dias dentro de uma caixa de papel com tampa. Depois de seco, pode-se pintar com a tinta que preferir como guache, acrílica ou até mesmo tinta natural.

Um comentário: